Guto Requena
2018-05-04-SESC-PAULISTA-GUTO-REQUENA-15.jpg

Mapped Empathies

INTERACTIVE INSTALLATION.
São Paulo, Brazil, 2018.

 watch our video

While researching definitions of empathy I read an anonymous quote that has always stuck with me that goes: "Empathy is feeling with the heart of another." Mapped Empathies is an experimental research project which seeks to explore possibilities of adding new poetic layers into urban furniture through interactive digital technologies. While regular public urban furniture seeks to solve practical problems (bus stops, trash cans, shadows, benches, bike stations), we believe in the potential of a new era of street furniture with added technologies to improve our sense of collective, belonging and memory, empowering communities to build a better society that stimulates empathy. We must build emotive bridges, not walls. We must shape cities and citizens through love and affection.

Mapped Empathies was recently prototyped in wood to test shapes, hardware, software and above of all, to feel people’s reaction. The prototype was exhibited for fifteen days and the results were surprising and stunning. The audience was overwhelmed by emotions and truly connected to each other. Some people even cried.
At Estudio Guto Requena, we’re obsessed with merging new digital technologies with emotions.  We want to create immersive Urban Furniture that invites people to disconnect from their daily lives for a while and connect with each other, with the stranger sitting next to them, and thus reconnect with your own self.

Mapped Empathies was designed to be open source, copyleft. To be reproduced anywhere, and then to be improved by the creative community and social entrepreneurs, stimulating digital fabrication, fablabs and a more collaborative production process.
Mapped Empathies was created following Universal Design principles, being as intuitive as possible and allowing the same democratic experience for all visitors, regardless of age, ability, physical disabilities or situation. Kids, elders, big or small, blind or deaf, on a wheelchair. We will all be connected through the exact same experience.

Architecture has a fundamental role in stimulating sensations. Mapped Empathies was designed with the aid of parametric design (computer generated forms) and was inspired by temples and meditation spots. The result of the prototype is an organic wood structure digitally fabricated by a CNC machine. Its shape resonates that of a cathedral that comfortably houses a small group of people that are unknown to each other. Citizens’ heartbeats were recorded in real time at the touch of a finger via sensors installed on the benches. This vital data was sent to speakers and lights that transformed the architecture into a large sculpture of emotions. A place for human connection. Every individual heartbeat can be heard, and then the generative music software gradually mixes and transforms the heart beats into a symphony driven by the vibrant pulse of life. Lights follow the same sensitive rhythm, creating effects that assist in the immersion process.

Mapped Empathies is a performative urban furniture piece.  The experience works when visitors connect in an interactive and dreamlike form that blurs the boundaries between the street, technology and our feelings. At a time when so many seek to put up walls that separate us, we believe in the potential of design merged with information and communication technologies to build emotional bridges that remind us that we are always connected.

-

Enquanto pesquisava significados de empatia, li uma citação anônima que ficou em minha cabeça: “Empatia é um sentir com o coração do outro.” Empatias Mapeadas é um projeto de pesquisa experimental no qual pretende explorar possibilidades de adicionar novas camadas poéticas no mobiliário urbano pela tecnologia digital interativa. Enquanto o mobiliário urbano público pretende resolver problemas práticos (pontos de ônibus, latas de lixo, bancos, pontos de bike), nós, acreditamos no potencial de nova era do mobiliário urbano com a tecnologia proporcionando nosso senso de coletivo,  de pertencimento e memória, empoderando comunidades para construir uma sociedade melhor em que estimula a empatia. É nosso dever construir pontes afetivas, não muros. Nós devemos formar cidades e cidadãos através do amor e do afeto.

Empatias mapeadas foi recentemente prototipada em madeira para testar suas formas, hardware, software e acima de tudo, sentir a reação das pessoas. O protótipo foi exposto por 15 dias e o resultado foi surpreendente e encantador: o público ficou inundado de emoções e conectados com suas almas por cada uma das pessoas. Alguns até choraram.  
No Estudio Guto Requena, somos obcecados em conectar novas tecnologias com emoções. Queremos criar uma imersão no mobiliário urbano em que convida pessoas para se desconectar de seu cotidiano por um tempo e se conectar com diferentes pessoas, e, por fim, com elas mesmas.
Empatias Mapeadas foi desenhada para ser open source, copyleft. Para ser reproduzido em qualquer lugar e com o passar do tempo, melhorada por uma comunidade criativa socialmente, estimulando a fabricação digital, fablabs e um processo colaborativo maior de produção.  Empatias Mapeadas foi criada seguindo os princípios do design universal, sendo o mais intuitiva possível, permitindo uma democrática experiência para todos os visitantes, independente de idade, habilidade, deficiências físicas or situação. crianças, idosos, grandes ou pequenos, cegos ou surdos ou em cadeiras de rodas. Todos seremos conectados por meio de uma mesma experiência.

A arquitetura tem um papel fundamental em estimular sensações. Empatias Mapeadas foi projetada com o auxílio de desenho paramétrico (formas geradas por um software paramétrico) e foi inspirada pelos templos de meditação. O resultado do protótipo é uma estrutura orgânica de madeira, digitalmente fabricada por uma máquina CNC. Sua forma ressoa em uma catedral que abriga confortavelmente um grupo de pequeno de pessoas que são desconhecidas umas das outras. Os corações do público são gravados em tempo real no tocar do dedo via sensores instalados nos bancos. Os dados vitais são enviados para microfones e luzes que transformam a arquitetura em uma imensa escultura de emoções. O batimento cardíaco individual pode ser escutado, músicas são geradas por um software que intercala os sons e transforma todos os batimentos em uma sinfonia dirigida pelo pulso da vida. Luzes acompanham o mesmo ritmo, criando efeitos que seguem esse processo de imersão.

Empatias Mapeadas é um mobiliário performativo urbano. A experiência acontece quando os visitantes se conectam em uma interativa e sonhadora forma que atravessa as fronteiras entre a rua, tecnologia e outros sentimentos. No tempo quando muitos pretendem levantar muros para nos separar, nós acreditamos no potencial de design fundindo com informação e comunicação tecnológica para construir pontes emocionais que nos lembram que sempre somos conectados.


2018-05-04-SESC-PAULISTA-GUTO-REQUENA.jpg
2018-05-04-SESC-PAULISTA-GUTO-REQUENA-9.jpg
2018-05-04-SESC-PAULISTA-GUTO-REQUENA-5.jpg
2018-05-04-SESC-PAULISTA-GUTO-REQUENA-13.jpg

Creation: Guto Requena

Sound design, lighting and interactive system development: Felipe Merker Castellani and Nikolas Gomes

Parametric Design: Guilherme Giantini

Production and Assembly: GTM Cenografia

Production collaborator: Vitor Reis